A VIOLÊNFIA SEXUAL CONTRA AS MINORIAS CABE EM QUE MUNDO?




Em nenhuma circunstância a violência é admissível, pois ela é irmã siamesa de conflitos , desarmonias, covardes tentativas de simplificar o ser humano a sua mais desprezível forma animal.
E sobre este ser humano só temos razões para no orgulhar pois, é a ciência através da datação do Carbono 14, que consegue medir com razoável exatidão a idade dos materiais encontrados entre nós, que fez uma admirável descoberta.
Isto em função  dos fosseis mais antigos humanos que, ofereceram as provas de que somos um dos animais mais retardatários sobre a face da terra.
Se fizéssemos uma analogia entre as vinte e quatro horas de um dia e o tempo de vida na Terra, o nosso aparecimento, teria sido no último segundo.
E apesar disto , entre todas as especies vivas, somos aquela que mais evoluiu  graças a única e peculiar capacidade de fazer cultura, ou seja, criar as condições ambientais e transformando-as, com nossas descobertas e invenções, na mais propicia possível para a nossa sobrevivência e, como nenhum outro ser vivo conseguiu.
Somos a melhor das espécias, aquela que mais extraordinários processos de adaptação à vida conseguiu e portanto, cada um do nossos semelhantes carrega esta diferenciada carga genética impecável.
Então, esta nobreza cultural do ser humano deve ser refletida em todos os momentos dos relacionamentos interpessoais e a liberdade de cada um  de nós poder optar por esta ou aquela maneira de viver,  ser feliz ou encontrar as melhores razões para termos motivações existenciais.
Isto é uma alternativa que a cada um é dada e tem que ser respeitada.
Obviamente que vivemos em uma sociedade com suas regras , hábitos, costumes e instituições estabelecidas o que, impõem a sobrevalência do coletivo sobre o individual,porém o bem estar coletivo também, não pode sufocar desejo humanos individuais e assim ,torná-los infelizes.
Como seres dotados de inteligência e todas as condições genéticas de decidirmos sempre pelo melhor, é possível sim, estabelecermos uma harmonia entre aquilo que eu necessito e aquilo que meu semelhante, almeja.
Esta a grande oportunidade que nos foi dada pela evolução da nossa espécie que,se perpetua através do sexo,momento mágico quando necessário da nossa perpetuação.
Em nome do sexo e da sexualidade, no entanto, que seriam os mais primitivos resquícios da nossa origem animal, muitos desencontros tem sido constatados, sendo que o mais grave é o desrespeito através de práticas violentas de condenação às diferentes opções sexuais que ,cada um determina para si.
Quando estes desencontros se estabelecem, jogamos fora a dignidade humana e voltamos a condição rude e inadmissível da vida animal,irracional e incompatível com os atributos extraordinários do homem.








3 comentários:

  1. Ola Paulo, como vai?
    Tanta cultura para no fim das contas sermos, nós humanos, reduzidos a feras incontroláveis que matam pela comida, pelo sexo, pelo território e pelo status.
    O interessante é que apesar de sermos literalmente filhos da mãe, menosprezamos nela, na mulher, o poder da criação.
    As mulheres lutam desde os primórdios para criar e sustentar a família, como se fosse uma instituição, tornando-se o pilar da sociedade. Contudo isso não é tudo, adversidade da própria família, como os casais homossexuais, seguem dando continuidade constituindo uniões estáveis.
    Somos um amontoados de informações, desde a hora que nascemos até morrer. Talvez nesse percurso percamos o nosso próprio prumo. pois o animal social ainda é um individuo e ainda tem que conviver frequentemente consigo mesmo.
    Quando não há respostas, o bom senso é que devia prevalecer.
    Grande abraço da Gue. :)

    ResponderExcluir
  2. GUERREIRA,

    dez,nota 10!!!

    saudade e um abração carioca.

    ResponderExcluir